Ateliê, conduzido por Bruno Alexandre, propõe-se um (des)encontro entre a dança, literatura e imagem tomando como referencial o espaço da Livraria Barata enquanto território de encantamento literário. A partir de uma seleção de obras e imagens distintas (desde o ensaio à ficção) sugerem-se possibilidades de construção em que o corpo se ficciona em imagens dançadas, recorrendo a propostas coletivas de improvisação, tendo em vista a construção de pequenas partituras coreográficas. Para interessados em aprofundar os seus conhecimentos em dança contemporânea.